Editora: Andrea Jacobsson Estúdio Editorial
Submerso

O universo submarino dos principais locais de mergulho do litoral brasileiro pelas lentes do fotógrafo-mergulhador Ricardo Azoury 

O fotógrafo Ricardo Azoury reuniu duas grandes paixões em seu primeiro livro de fotos submarinas: mergulho e fotografia. Entre 2001 e 2006, ele percorreu parte dos mais de 8500 quilômetros do litoral brasileiro – de Fernando de Noronha a Santa Catarina – registrando em milhares de fotos o seu fascinante mundo submarino. Uma seleção de cerca de cem fotos, com textos do jornalista Vinícius Dônola sobre cada local, identificação das espécies pelo biólogo Marcelo Szpilman e projeto gráfico de Gisela Fiuza formam o livro Submerso – Brasil Oceânico  editado por Andrea Jakobsson Estúdio Editorial.?O processo de seleção levou em conta o ineditismo dos ângulos e a beleza das fotos, considerando particularidades da técnica empregada, como o uso exclusivo da luz natural. Azoury utilizou equipamento digital de última geração na captação e no tratamentos das imagens.?A experiência de 29 anos como reporter fotográfico, que já cobriu de corrida de Fórmula 1 a "turismo do medo" com tubarões brancos na África do Sul (seu primeiro mergulho!), foi fundamental para a excelência no registro dos seres marinhos. Com olhar de documentarista, ele praticamente não interferiu na cena, a não ser com a sua fundamental presença. Ricardo Azoury não usa flashes, o que faz uma grande diferença. ??"Uma das características deste trabalho é que, a cada foto, você tem um ambiente diferente, uma luz diferente, que é a luz que estava lá na hora", esclarece Azoury. Ele conseguiu reproduzir os ambientes marinhos de forma a revelar cores que o olho humano não enxerga debaixo d’água. Sem o uso de iluminação artificial, os tons de vermelho de uma paisagem a 20 metros de profundidade tendem a parecer esverdeados. A 40 metros, a luz solar dissipada pela água faz o vermelho aparentar azul. Azoury faz questão de deixar claro que "todos os peixes e outros seres marinhos figurados neste livro foram fotografados em seu habitat natural, sem nenhuma intervenção de recursos como confinamento ou derramamento de produtos químicos e tendo como preocupação básica a de não alterar o meio ambiente retratado".

"Submerso – Brasil Oceânico não se propõe a ser um catálogo das espécies marinhas do país, nem tampouco distribui as imagens de plantas e animais na proporção em que esses seres são avistados ao longo da costa. Permite-se, entretanto, sugerir um novo olhar para o ambiente subaquático, que concilie a curiosidade típica de um mergulhador com o faro aguçado de um documentarista" explica Vinícius Dônola na apresentação do livro.

Todas as espécies mostradas no livro foram identificadas segundo a nomenclatura científica por Marcelo Szpilman, autor de diversos livros sobre biologia marinha, que também acrescentou os nomes populares, informações sobre morfologia, habitat, alimentação e detalhes de comportamento que despertam o interesse do leitor comum.

"Parte dos animais com os quais o leitor irá se deparar já figura na lista da fauna brasileira ameaçada de extinção. Caso as temidas projeções sobre o aquecimento global se confirmem, em menos de meio século, alguns desses bichos só poderão ser vistos atrás das paredes de um aquário ou nas páginas de um livro, como este", alerta Dônola ainda na apresentação de Submerso. Fernando de Noronha, Recife (PE), Abrolhos (BA), Guarapari (ES), Arraial do Cabo (RJ), Rio de Janeiro, Ilha grande (RJ), Santos (SP) e Reserva do Arvoredo (SC), foram os litorais, ilhas e arquipélagos onde foram realizadas as fotos.

Outros Livros

Todos os direitos reservados - 2012 Vinícius Dônola
|
Contato